Buscar
  • Ajustados Aju

Mitos sobre a Quiropraxia



A Quiropraxia é uma profissão que nasceu em 1895, criada por Daniel David Palmer, nos Estados Unidos. No Brasil, na década de 80, começam a chegar do exterior os primeiros profissionais da área e, na década de 90, é inaugurado o primeiro curso de graduação em Quiropraxia no país. Por ser uma profissão recente, ela ainda não é muito conhecida pelos brasileiros, por isso fizemos uma lista com os principais mitos sobre a Quiropraxia para você saber mais:


1 – Você precisa voltar sempre


Essa é uma afirmação falsa. Durante uma avaliação quiroprática, o quiropraxista analisará todo o histórico do paciente junto com os exames físicos para determinar a causa da dor ou disfunção. Com base nessas informações, será traçado um plano de tratamento individual para cada paciente de acordo com os dados coletados. Neste plano, será recomendada uma frequência inicial, que varia de acordo com as condições do paciente, os cuidados necessários e o estilo de vida adotado por cada um. No entanto, a decisão final de aderir ao tratamento é do paciente. Eventuais dúvidas quanto ao tratamento que possam surgir podem ser esclarecidas com o quiropraxista a qualquer momento. O sucesso do tratamento depende de uma ação conjunta entre quiropraxista e paciente.


2 – Quiropraxia está abaixo da Medicina


A Quiropraxia é uma profissão que demanda curso de ensino superior reconhecido pelo MEC. O âmbito de atuação da Quiro é diferente da Medicina. O tratamento médico envolve uso de medicamentos e realização de cirurgias conforme a necessidade, enquanto o quiroprático faz uso de manobras manuais ou através de aparelhos. A Quiropraxia procura atuar com a prevenção de problemas na coluna e, após o surgimento de uma lesão, com a recuperação da mesma e a devolução de mobilidade articular. Essas são duas profissões diferentes, com visões e tratamentos distintos e que apresentam resultados muito melhores quando trabalhadas em conjunto.


3 – Quiropraxia somente com indicação médica


Os quiropraxistas podem ser procurados sem que haja indicação médica. Muitos médicos recomendam o tratamento quiroprático a seus pacientes, mas não é necessário consultar um antes de passar com um quiropraxista, pois este já é um profissional formado e habilitado a fazer um diagnóstico dentro de seu âmbito de atuação.


4 – Não há evidências da eficácia do tratamento quiroprático


É relativamente comum encontrar questionamentos sobre a eficácia da Quiropraxia. No entanto, há diversos estudos científicos realizados por diferentes profissionais que demonstram o impacto dos ajustes manuais em disfunções musculoesqueléticas. Dentro da comunidade internacional, há diversas recomendações de tratamento quiroprático como intervenção inicial, principalmente em casos de dor lombar.


5 – Quiropraxia trata apenas dor nas costas


Os quiropraxistas tratam disfunções musculoesqueléticas e são especialistas em avaliar, diagnosticar, tratar e prevenir disfunções de origem muscular, esquelética e do sistema nervoso. Além do tratamento da coluna, a Quiropraxia também é apta a cuidar de extremidades (como ombros, joelhos e tornozelos), crânio (como dores de cabeça) e disfunções na articulação temporomandibular (ATM). Os quiropraxistas também podem aconselhar sobre ergonomia e indicar exercícios físicos próprios para estabilizar o problema que o paciente apresenta, procurando, desta forma, controlar e prevenir diversos problemas de saúde. Nem sempre as disfunções começam na coluna, é necessário avaliar todo o corpo do paciente para encontrar a origem do incômodo para proporcionar saúde ao paciente.


6 – Ajustes são doloridos


Em geral, os ajustes não doem. Na realidade, a maioria dos pacientes relata alívio imediato da dor. O paciente pode ficar nervoso com o som dos estralos do ajuste e/ou com a manipulação cervical. O som acredita-se ser o resultado do movimento de bolhas de gás dentro da articulação, sendo bem parecido com o estralar dos dedos das mãos. Quanto à aflição que pode dar com a manipulação da região do pescoço, pode ser resolvida dialogando com o profissional que está realizando o procedimento, que pode tranquilizar o paciente ou valer-se de técnicas instrumentais que possuem resultados tão satisfatórios quanto o ajuste manual.


7 – Quiropraxia é uma especialização da Fisioterapia


Trata-se de duas profissões distintas com formações em ensino superior próprias. O motivo da confusão deve-se ao fato de que, no Brasil, o profissional formado em Fisioterapia pode fazer uma especialização em Quiropraxia e atuar como quiropraxista também. É possível então tornar-se um quiropraxista através da conclusão e aprovação do curso de Quiropraxia ou então através da formação em Fisioterapia com a posterior especialização em Quiropraxia.


Para mais informações sobre o tratamento quiroprático e os problemas de saúde que podem ser tratados dessa forma, consulte um quiropraxista.

23 visualizações

ENDEREÇO

Av. Desembargador João Bosco de Andrade Lima, 547 - Atalaia

Aracaju - SE - CEP: 49037-130

Tel: (79) 99681-5151

ajustadosaju@gmail.com

HORÁRIOS 

  • inxta
  • face
  • linkedin

 

Terça - Sexta: 9h – 19h

Avenida João Bosco de Andrade Lima, 547 - Atalaia - Aracaju/SE

Tel: (79) 99681-5151